DIVAGAÇÕES CEREBRINAS
   
Histórico
Categorias
Todas as mensagens
Link
Citação
Objeto de Desejo
Curtinhas
Outros sites
DIVAGAÇÕES no Twitter
DIVAGAÇÕES no Facebook
ExactSeek
Google LIVROS
Google Acadêmico
Google Blogs
GENIZAH - Apologética
Púlpito Cristão
A bacia das almas
JusFiloPoiesis
Frases Cristãs

 

Citação



 
 

"Ao ignorar as investidas do ceticismo

o Cristianismo torna-se 'acrediticismo';

Ou 'fé-tichismo'."

Autor: Guilherme do Couto de Almeida

Buscar na Web "Guilherme do Couto de Almeida"

Quando: 09/04/2012



Escrito por Guilherme de Almeida às 14h03
[] [envie esta mensagem] []




 
 

"Eu".

Autor: G. K. CHESTERTON

Buscar na Web "G. K. CHESTERTON"

Quando: 1874-1936

Certa vez o jornal London Times pediu a alguns escritores que respondessem à pergunta: "O que há de errado com o mundo?". CHESTERTON enviou a resposta mais sucinta, como se vê acima.



Escrito por Guilherme de Almeida às 16h36
[] [envie esta mensagem] []




 
 

"A FORMAÇÃO DE UM MOVIMENTO" (Tributo a meu amigo Elias Brito)

Autor: Max Lucado

Buscar na Web "Max Lucado"

Quando: 2000

 

"Cada um de nós deve ter uma vida suficientemente estimulante para dar início a um movimento. Devemos ficar ansiosos por mudar o mundo. É preciso amar ardentemente, sonhar sempre e trabalhar com perseverança. É necessário fechar os ouvidos para as múltiplas vozes da transigência e nos firmarmos no ramo da verdade. Devemos defender o valor do indivíduo, proclamar o perdão de Deus e reivindicar a promessa do céu. Devemos igualmente viver de modo a provocar um movimento. Veremos este movimento ocorrer? Talvez sim e talvez não. Os movimentos jamais se iniciam e terminam na mesma geração. Os grandes reavivamentos e reformas que pontilham a história da humanidade nunca representam o trabalho de uma só pessoa. Todo o movimento é uma soma de visionários que já foram, gerações de vidas que não transigiram e verdades inegociáveis. Homens fiéis, cujas vidas manifestaram o poder. Sem dúvida existiram muitos com a sabedoria de Lutero, ou a oratória de Paulo, de quem nada soubemos. Quem sabe um açougueiro desconhecido na Grécia, um sapateiro na França, um mecânico nos Estados Unidos. Homens cujas vidas santas formam parte dos alicerces de um movimento". O movimento chega à idade adulta quando uma vida ceifa as sementes plantadas por outros em gerações anteriores. O movimento ocorre quando alguém, nem superior nem inferior aos que foram antes, vive com poder na plenitude do tempo. Não pense que os grandes movimentos, de Lutero, Calvino, foram inteiramente promovidos por eles. Esses homens não passaram de vidas poderosas colocadas por Deus num ponto receptivo da história. Tenhamos vidas estimulantes e suficientemente poderosas para provocar um movimento. A verdadeira marca de um visionário é sua disposição de entregar a sua vida a favor daqueles que jamais verá. Esse movimento vai surgir em nossa geração? Espero que sim. Mas, mesmo que isto não aconteça, mesmo que jamais vejamos, ele vai ocorrer. E nós faremos parte dele". Extraído do livro MOLDADOS POR DEUS (Max Lucado – Ed. Vida Cristã)

 

Eu nunca acreditei muito nesse negócio de "Efeito Borboleta". De acordo com a Teoria do Caos, é possível que uma borboleta possa alterar o curso de um furacão, a milhares de quilômetros de distância, com um mero bater de asas. É incrível pensar que um simples esforço, tão isolado, possa gerar algo tão grande. Mas, se pararmos para refletir, parece mesmo que o todo vem da parte, a exemplo da faísca que provoca um grande incêndio. A dificuldade está em ter ânimo para iniciar um movimento e esperar para ver aonde ele vai dar. Queremos sempre ter resultados imediatos de nossas ações, enxergar o plano todo. Esperamos poder colher os louros pelas conquistas semeadas para alimentar a nossa vaidade. Eu sou assim. Eu gosto de ver acontecer. 

Entretanto, não ver os resultados dos nossos esforços de hoje é a base da FÉ. Ver o invisível, crer no incrível. Diferente é quem tem a visão do movimento todo sem vê-lo, sem entendê-lo. Feliz é aquele que não vê, e ainda assim, crê. Deixar um legado é mais que transmitir posses ou direitos, é imprimir uma marca no seu tempo e nos seus contemporâneos. É estremecer a pátria, viver no trabalho e não perder o ideal (Rui Barbosa e os dizeres de sua lápide).

No final de tudo, quem deixa um legado, quem inicia um movimento, já tem o consolo de tê-lo iniciado, ainda que não o veja. Por hoje, isso basta.



Escrito por Guilherme de Almeida às 09h58
[] [envie esta mensagem] []


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]